Diretoria

Nomes praticamente definidos, restando alguns ajustes na composição.
Após os devidos registros serão postados os nomes dos componentes da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal.

13 comentários:

  1. Feliz com o nosso pontapé inicial - 12/03/2013 Debates como MJ - nesta luta por melhorias para nossa categoria. Parabéns a todos que enfrentaram com coragem, honestidade, inteligência e muita sabedoria este primeiro passo em direção ao crescimento. Jivago, Zilbernik, Suender, Werneck, Francisco, Mauricio, Pablo, Hans, e todos os demais nomes que esqueci...aff e resumindo toda essa galera ANEPF de SANGUE NOVO e BOMM... Obrigada por fazerem uma certa JURÁSSIKA MODERNA muuuuuito feliz... Deus os ilumine, abençoe, lhes guarde e proteja eternamente... Saranita!

    ResponderExcluir
  2. "Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos..."
    Forte abraço,
    OPF-RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em 1997 foi julgado e transitado que o salário do escrivão deveria ser 70% do salário do delegado. Como faço pra ter acesso a uma informação dessa. Atualmente, há uma briga entre agentes e delegados, que culminou em que houve reajuste de salário para delegados e peritos e isso não houve para os escrivães em virtude dessa guerra. Mas gostaria de entrar com uma ação indagando esse argumento. Mas nunca tive acesso a essa tal sentença prolatada acho que no Estado de Alagoas.

      Excluir
  3. Em mais de 10 anos de DPF vislumbro uma esperança de valorização para o cargo de EPF, com a criação da ANEPF, sempre relegado pelas outras categorias. Sem dúvida que unidos seremos fortes e traremos substanciais melhoras para todos os escrivães, deixando de ficar a sombra de outras categorias. Parabéns a todos que tiveram esta iniciativa, e a nós cabe apoiar e proporcionar todo o subsidio possível para atingirmos nossos anseios. Grande abraço.
    OPF-PR

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela criação da associação. Há um ditado já muito batido que diz que aquele que não se mobiliza não é merecedor de seus direitos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, ate que enfim. Pensei que fosse um Escrivao solitario nas minhas opinioes e visao do DPF. Olha se a gente nao lutar por nos podem ter certeza que os APFs nao irao lutar. A PF e um dos Orgaos mais egoistas que conheco. So servimos para os APFs para fazer numero durante uma greve. Nosso trunfo e que somos o fiel da balanca. Para o lado que pendermos em uma greve decidi-se a forca do movimento. Agora existe a possibilidade dos APFs mudarem a postura, respeito e consideracao a nossa classe. Seremos decisivos em qualquer greve, mas para isso tinhamos que primeiro fazer isso que esta sendo feito aqui e agora: um Sindicato de Escrivaes. Estou em casa e nao tenho scanner, mas amanha mesmo no trabalho irei me filiar. Parabens a todos.

    ResponderExcluir
  6. Na minha singela opinião, sozinhos terao menos poder de barganha do que têm atualmente, que é o mesmo que os apf's têm, praticamente nenhum! Boa sorte em vossa empreitada. Já dizia um sábio filósofo que, o problema de um funcionário não comparecer ao trabalho, é o patrão vir a perceber que ele não fazia falta nenhuma ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não fazia falta nenhuma" colega???Quero só ver os APF's tocarem os inquéritos, fazerem apreensões, lavrarem flagrantes sem o Escrivão. Muito pelo contrário: não faz falta alguma é o APF, pois qualquer serviço feito por ele pode ser feito pelo Escrivão e até pelo Delegado e não o inverso. Quem é realmente essencial nessas circunstâncias?

      Excluir
  7. Escrivão faz qualquer coisa que o agente fizer, mas a maioria absoluta dos agentes são incapazes de fazer o trabalho de um Escrivão. Parabéns a todos os 604 colegas associados.

    ResponderExcluir
  8. Encaminhei minha solicitação de inscrição semana passada, mas até agora não recebi qualquer confirmação da efetivação da mesma. Gostaria de obter informação de algum contato da administração da Associação para confirmar a filiação.

    ResponderExcluir
  9. Mande um email para

    anepf@bol.com.br

    demora um pouco mas é respondido.

    ResponderExcluir
  10. Com relação ao pensamento do colega aí em cima que diz: "Já dizia um sábio filósofo que, o problema de um funcionário não comparecer ao trabalho, é o patrão vir a perceber que ele não fazia falta nenhuma"...O perigo agora na verdade são os Escrivães saberem que não precisam dos agentes para reivindicarem seus direitos, até por que a FENAPEF dos agentes nunca realmente defendeu o cargo de Escrivão.

    ResponderExcluir
  11. Só queria dizer que o escrivão também é carreira jurídica, como os deltas. já mandei mensagem para a FENAPEF, mas ignoraram. Vamos se a ANEPF agasalhe essa bandeira.

    O escrivão é uma carreira jurídica, pois está com CPP e foi reconhecido pelo CNJ e CNMP.

    Sugiro transformar a nomeclatura de escrivão para ANALISTA, como é na Justiça Federal e no MPF. Um cargo de nivel superior.

    ResponderExcluir